O que você procura?

Notícias

Escrito em 06/02/2019 por Fúlvio Costa

Fênykis de Oliveira Silva é ordenado diácono para o serviço da Igreja

Com a ordenação do diácono Fênykis, a Arquidiocese passa a ter seis diáconos transitórios

Imagem Homilias

No dia 2 de fevereiro, Festa da Apresentação do Senhor, o acólito Fênykis de Oliveira Silva foi ordenado diácono para o serviço da Igreja. A celebração aconteceu na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora (Catedral Metropolitana) e contou com a participação de familiares, amigos e leigos vindos de diversas comunidades em que passou o jovem durante sua caminhada pastoral. Vários padres, além de religiosas e seminaristas também participaram.

Dom Washington Cruz presidiu a celebração e os bispos auxiliares, Dom Levi Bonatto e Dom Moacir Silva Arantes, concelebraram. “Hoje é um dia marcado de esperança para esta Igreja particular de Goiânia, pois é ordenado um novo diácono, o jovem Fênykis de Oliveira Silva, da cidade de Guapó”, afirmou o arcebispo em sua homilia. Em seguida, ele agradeceu a todos aqueles que participaram direta ou indiretamente da formação do ordinando. Dom Washington também disse a Fênykis que, com este Sacramento que ele se dispôs a receber, reforçará a orientação que livremente quiseste dar à vida, para dedicar-se ao serviço pleno de Deus e dos irmãos. “Este novo chamado do Senhor vai coroar tua vocação de batizado”, realçou Dom Washington. 

Dirigindo-se ainda ao ordinando, o arcebispo disse que o primeiro grau do Sacramento da Ordem reforça o compromisso do jovem com o corpo da Igreja de Cristo. “Rogo-te, encarecidamente, em nome do Senhor e de sua Igreja, que sejas administrador fiel e responsável dos tesouros de graça que a Igreja põe em tuas mãos. Procura acima de tudo, ser um digno ministro do Senhor, abnegado e humilde no serviço silencioso aos irmãos, exemplar em tua conduta, compreensivo e misericordioso com todos ao propor a Boa-Nova do Evangelho, mas ao mesmo tempo firme, zeloso na transmissão e guardião do depósito da fé e da moral cristã.” Por fim, Dom Washington pediu zelo para com a Igreja. “Sente sempre sobre teus ombros o peso ‘leve e suave’ da Igreja inteira, Esposa de Jesus Cristo. Ama cada dia mais nossa Arquidiocese, que necessita hoje e sempre de filhos fiéis, decididos e entregues, não pela metade, mas todo inteiro e sem fissuras.” 

Com a ordenação do diácono Fênykis, a Arquidiocese passa a ter seis diáconos transitórios: Diêmersom Bento Araújo, Marcos Paulo Vilela de Assis, Thiago Martins Borges, José Victor Cabral Dutra e Vilmar Antônio Barreto.

Vida Consagrada 
Ao fim da missa, Dom Washington lembrou que naquele dia 2 de fevereiro, a Igreja celebra, além da Festa da Apresentação de Jesus no Templo, o Dia Mundial da Vida Consagrada, cujo tema deste ano é “A Vida Consagrada, encontro com o Amor de Deus”. Na ocasião, ele parabenizou as religiosas presentes na missa e saudou as Monjas Beneditinas, que chegaram à Arquidiocese de Goiânia em julho do ano passado, transferidas de Diamantina (MG). O modo de vida das monjas é a clausura constitucional, ou seja, por meio de uma licença da superiora, elas podem sair da clausura em determinadas situações, sendo um pouco mais abertas ao convívio social. A congregação, que tem mais de 1.500 anos, é uma resposta e um exemplo de vocação à vida monástica.

Veja todas as fotos. CLIQUE AQUI

Atendimento

(62) 3223-4581 / 3225-0339