O que você procura?

Notícias

Escrito em 14 de Fevereiro por Fúlvio Costa

Quarta-feira de Cinzas: “reorientar continuamente a nossa vida para Deus”

Dom Washington Cruz lembrou que a liturgia nos faz um forte apelo: “Convertei-vos e crede no Evangelho!”

Imagem Homilias
Fotos: Rudger Remígio

Na missa da Quarta-feira de Cinzas, Dom Washington Cruz lembrou que a liturgia nos faz um forte apelo: “Convertei-vos e crede no Evangelho!” ou ainda, “lembra-te que és pó e ao pó hás de voltar”. As cinzas, conforme o arcebispo, fazem-nos pensar na caducidade da nossa vida terrena. As cinzas fazem-nos pensar que precisamos de nos arrepender dos nossos pecados.

A Catedral estava lotada de fiéis que ouviram as palavras de Dom Washington explicando que a Quarta-feira de Cinzas é o início da caminhada espiritual que nos conduzirá à festa anual da Páscoa: “Os cristãos professam a fé em Jesus Cristo que por nós morreu e ressuscitou. É cheio de simbolismo o rito das cinzas. Já era uma forma de penitência muito usada no Povo da Antiga Aliança. As cinzas que hoje impomos sobre a cabeça, são provenientes dos ramos utilizados no Domingo de Ramos, do ano passado, lembrando a glória de Jesus entrando triunfalmente em Jerusalém”.

Em seguida, ele explicou os três gestos tradicionais indicados pela Igreja, durante a caminhada quaresmal: a oração, o jejum, e a caridade. “A oração, momento íntimo de comunhão com Deus, para escutar a sua Palavra e para lhe mostrar a nossa confiança e acolimento; o jejum, esforço de mortificação pessoal na comida, nas despesas, na exibição de riqueza, nos sentidos e nas paixões; e a esmola, sinal da generosidade para com o próximo, especialmente para com os mais necessitados”. Os três, conforme Dom Washington, são sinais da conversão.

Por fim, o arcebispo reforçou: “Não podemos esquecer o que diz o evangelho: ‘Tende cuidado em não praticar as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles’. O que é importante é ter um coração aberto e sincero. É necessário ‘rasgar os corações e não as vestes’ (1ª leitura), reorientar continuamente a nossa vida para Deus, eliminando sempre a tentação do protagonismo”.

Veja todas as fotos

Leia a íntegra da homilia

Atendimento

(62) 3223-4581 / 3225-0339