O que você procura?

Notícias

Escrito em 22/02/2020 por Fúlvio Costa

7º Domingo do Tempo Comum : “A centralidade da fé cristã é o amor”

No Evangelho deste 7º Domingo do Tempo Comum (Mt 5, 38-42) Jesus nos conduz a ir além da lei.

Imagem Homilias

O papa emérito Bento XVI, em sua primeira Carta Encíclica “Deus caritas est” (Deus é amor) nos recorda por meio do Evangelho de João (4,16) “Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus nele”. Eis aí, conforme Bento XVI, o centro da fé cristã. “Nós cremos no amor de Deus – deste modo pode o cristão exprimir a opção fundamental da sua vida”. 

No Evangelho deste 7º Domingo do Tempo Comum (Mt 5, 38-42) Jesus nos conduz a ir além da lei. O que isso quer dizer? Não basta amar somente nossos amigos. É preciso amar também nossos inimigos e rezar por aqueles que nos perseguem (Mt 5, 44). São Paulo é enfático sobre esse aspecto: “O amor seja sem hipocrisia. Detestai o mal, apegando-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros” (Rm 12, 9-10). Colocar isso na prática do dia a dia, porém, não é fácil. Jesus nos pede para “oferecer a face esquerda, se nos baterem na direita; se alguém nos forçar a andar um quilômetro, para andarmos dois com ele; dar a quem pedir e não virar as costas a quem nos pede emprestado” (cf. 5, 41-43).

Rezemos para que as palavras de Jesus ressoem em nossas práticas diárias, pois hoje ele nos convida a vencer o mal com o bem, e tornar concreto em nosso agir o mandamento do amor fraterno. 

Bom fim de semana a todos e Deus abençoe!*

Siga nossas redes sociais @Catedralgo (Instagram) e Catedral de Goiânia (Facebook).

 

Atendimento

(62) 3223-4581 / 3225-0339