O que você procura?

Notícias

Escrito em 17/07/2021 por Catedral Metropolitana de Goiânia

16º Domingo do Tempo Comum: amar como Jesus amou

Imagem Homilias

São Marcos descreve no evangelho deste domingo, detalhes de um momento que foi de grande aprendizado para os discípulos. O Mestre tinha planos, queria estar sozinho com eles, queria ouvir-lhes após terem feito sua primeira jornada evangelizadora, mas muitas pessoas descobrem e se antecipam aos planos de Jesus. Uma multidão se forma no lugar onde o Senhor deveria estar só com os discípulos. Qual a reação do Mestre? Ele não fica triste, muito menos zangado. “Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão” (cf. Mc 6,34). Assim é descrita a cena. O olhar de Jesus para aquelas pessoas é enfatizado no texto de Marcos. O Senhor tem compaixão, isto é, sente atentamente o que cada uma daquelas pessoas precisa naquele momento, pois ele sabe que elas “eram como ovelhas sem pastor”, por isso “começou, pois, a ensinar-lhes muitas coisas” e em vez de estar apenas com os discípulos, aquele momento se transforma em um grande ensinamento para todos: tratar bem as pessoas, ouvi-las, sentir seus problemas e preocupações. Quantas vezes em nossas comunidades católicas temos pessoas assim que estão tristes, sofrem caladas ou querem entender mais da nossa fé e muitas vezes não lhes damos a devida atenção? A evangelização, conforme temos acompanhado nos evangelhos deste Tempo Comum, se faz nos simples acontecimentos da vida, em pequenos momentos. O estar com o próximo já é oportunidade de evangelizar e testemunhar as grandezas que Nosso Senhor fez. A indiferença tão evidente em nossos dias não deve nos cegar e o modo como Jesus falou, ouviu e sentiu, devem ser para nós como um norte para nossa vida cristã e de amor ao próximo.

Bom domingo a todos!

Acesse o nosso site www.catedralgo.org.br – siga-nos nas redes sociais @catedralgo e @padrecarlos.gomes

Atendimento

(62) 3223-4581 / 3225-0339