O que você procura?

Notícias

Escrito em 22/12/2017 por Fúlvio Costa

Catedral Metropolitana: 80 anos semeando fé, amor e esperança

Amadurecer a compreensão sobre o sentido da comunidade paroquial é muito importante para valorizar e viver a fé, conforme Dom Moacir

Imagem Homilias
Fotos: Rudger Remígio

A missa presidida pelo bispo auxiliar de Goiânia, Dom Moacir Silva Arantes, na noite do dia 22 de dezembro, selou as celebrações pelos 80 anos de criação da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora e pelos 50 anos da Dedicação do templo, que começaram com as novenas, no mês de outubro. Foi uma noite festiva que reuniu a comunidade para dar graças a Deus pela presença desta paróquia, a primeira de Goiânia, no centro da cidade.

Dom Moacir fez uma reflexão bonita e profunda sobre o sentido da comunidade paroquial, destacando a bondade de Deus em sua vida e na vida de tantas pessoas. “Em tudo Deus se faz presente e sempre arranja um modo de tirar um bem até mesmo de um mal que nós provocamos”, afirmou. As igrejas construídas também são sinais do amor de Deus, conforme o bispo. “Quando nós nos reunimos para agradecer os 80 anos da criação, da instalação, da existência desta paróquia, nós entendemos que Deus olhou para uma porção deste povo e quis fazer deste povo um sinal. Quis fazer deste espaço um lugar do encontro com ele”, disse, se referindo à Catedral. 

O presidente da celebração, continuando sua reflexão, também comentou que se as pessoas compreendessem o que é ter uma igreja perto de casa, sobretudo uma Catedral, com certeza os apartamentos ao redor estariam vazios, alguns comércios fechados e todo o povo estaria na celebração. “Como nós temos motivos para ser agradecidos! Por termos esta paróquia sob o patrocínio de Nossa Senhora Auxiliadora, por termos tido, ao longo desses 80 anos, tantos homens e mulheres que aqui não apenas colocaram pedras para uma construção tão bela, mas que aqui também semearam experiências de fé, amor e de esperança que até hoje nutrimos”.

Como nós temos motivos para ser agradecidos! Por termos esta paróquia sob o patrocínio de Nossa Senhora Auxiliadora

A importância de uma paróquia, segundo Dom Moacir, tem uma explicação muito simples: “porque cada igreja, cada lugar sagrado, é uma realidade fincada neste mundo onde vivem os homens. Por meio dela, nós entramos para conhecer, experimentar e ansiar pelo mundo de Deus que já começa aqui, mas não se esgota nesta realidade”. É ainda importante a presença da paróquia – continuou – “porque é daqui que se derramam, desde o altar, as bênçãos e as graças de Deus que nos nutrem para vivermos lá fora, sem nos perdermos, sem nos desviarmos de um propósito de felicidade”. 

Dom Moacir finalizou dizendo que o conhecimento de uma comunidade paroquial é muito importante. “Três pedreiros trabalhavam em uma mesma construção. Questionados sobre o que faziam, o primeiro respondeu que carregava pedras; o segundo que fazia uma construção; e o terceiro explicou que erguia uma grande Catedral na qual as pessoas pudessem entrar para conhecer, aprender a amar e a servir a Deus que lhes dará um dia um lugar no céu. “Três pessoas fazem a mesma coisa, do mesmo modo, mas não com o mesmo entendimento. Isso vai nos ajudar a perceber que nós somos essas pedras vivas da nossa igreja. Enquanto essa compreensão em nós não amadurecer, nós não conseguiremos florescer como Deus deseja”, concluiu.
Selo comemorativo

Após a celebração, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, por meio da diretoria regional dos Correios em Goiás, lançou o Selo comemorativo aos 80 anos de criação da paróquia, que foi obliterado por Dom Moacir; pelo pároco da Catedral, mons. Daniel Lagni; e pelos paroquianos: Nilda Rezende, Maria Aparecida Viana, Antônio Afonso Ferreira e Zaqueu Araújo Silva

Atendimento

(62) 3223-4581 / 3225-0339