O que você procura?

Artigos

Escrito em 15/06/2019

Catolicismo na Indonésia

Ainda que em absoluta minoria, os católicos são respeitados

Eduardo Gabriel

Eduardo Gabriel

Sociólogo e scalabriniano

catolicismo-na-indonesia-05722127.jpg

A Indonésia é o país com o maior número de muçulmanos do mundo: 87,2% da população. Os protestantes representam 7% e os católicos, apenas 2,9%. O catolicismo foi introduzido pela colonização lusitana e o pioneiro foi São Francisco Xavier, que visitou algumas ilhas e batizou um bom número de nativos locais. Desde então, o catolicismo é transmitido de geração em geração, como herança familiar. A maior proporção de católicos está na Ilha de Flores e no Timor, com 54,14% da população.

Apenas seis religiões são oficialmente reconhecidas no país: islamismo, protestantismo, catolicismo, hinduísmo, budismo e confucionismo. A legislação da Indonésia exige que cada cidadão apresente na identidade pessoal a religião à qual está afiliado.

Desafios
Por serem uma parcela minoritária, os fiéis católicos encontram alguns desafios na prática da fé. Porém, a Constituição do país estabelece orientações no que diz respeito à diversidade religiosa. Embora o presidente seja muçulmano, há um profundo senso de respeito e aproximação entre o mandatário político e as religiões.

Um religioso indonésio chamado Miguel estuda aqui em Manila, nas Filipinas. Ele me disse que “na Indonésia não se instiga perseguição religiosa em caso de críticas ao islamismo ou a outra fé por parte de lideranças cristãs. Entretanto, em alguns momentos, o país já se deparou com ataques à bomba em igrejas. O último ocorreu em Surabaya, em 2018, e causou a morte de 11 pessoas”. E logo acrescentou: “Trata-se de ações isoladas, motivadas por grupos extremistas. Felizmente, em geral, a dinâmica religiosa no país é bastante respeitosa”.

Proteção aos fiéis
Miguel também insistiu sobre um momento importante para os fiéis católicos: as grandes celebrações litúrgicas da Semana Santa. Declarou: “Para as procissões, são os muçulmanos que organizam e garantem a segurança e o controle do trânsito. Da mesma maneira, para os eventos religiosos do islamismo, os católicos organizam e oferecem segurança aos fiéis muçulmanos. Isso é um grande sinal de convivência respeitosa entre as religiões”.

Verbitas
Na Ilha de Flores e no Timor, a presença dos missionários verbitas surpreende. Comenta-se que um terço da Congregação dos Verbo Divino é de indonésios. Em 2018, um missionário verbita indonésio foi eleito superior geral da congregação. É um expressivo sinal da vivacidade da Igreja Católica na Ásia, o continente onde o cristianismo é minoria absoluta.

Atendimento

(62) 3223-4581 / 3225-0339