O que você procura?

Notícias

Escrito em 16/06/2021 por Fúlvio Costa

Série Cartas Pastorais do Dom Washington Cruz: Ensinai a todos os povos: a educação católica na Arquidiocese de Goiânia

Imagem Homilias

No dia 12 de outubro de 2005, Festa de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, Dom Washington Cruz publicou sua quarta Carta Pastoral intitulada “Ensinai a todos os povos: a educação católica na Arquidiocese de Goiânia”. O documento é dirigido a todos os que atuam no campo da educação. A reflexão se estende sobre a ação educativa da Igreja com todos os educadores católicos de nossas escolas católicas e de todas as instituições de ensino em nossa Arquidiocese.

Muitos são os trabalhos educacionais desenvolvidos na Igreja de Goiânia, dentre os quais, Dom Washington citou alguns: o trabalho eclesial na educação popular, os seminários e os institutos de formação para a vida presbiteral e religiosa, os centros e casas de formação de lideranças cristãs, as escolas católicas e a então Universidade Católica de Goiás, hoje PUC Goiás. Com sua carta, Dom Washington quis animar pastoralmente esse vasto campo da educação presente na Arquidiocese.

Os objetivos desta Carta Pastoral foram os seguintes: “aprofundar princípios e fundamentos da educação, reouvir com atenção a palavra do magistério eclesial, recuperar a história construída e o testemunho cristão de educadores que nos antecederam e, de modo decisivo, assumir corajosamente os desafios, impasses, questionamentos e alternativas educacionais, particularmente aqueles que abrangem as instituições católicas ou a ação direta da Igreja”. Diversos educadores colaboraram com a reflexão.

Dom Washington disse, nas primeiras páginas da carta, que todos somos educados na escola da Trindade, que está presente ao longo de toda a história da salvação. Isso é fundamental porque é a Trindade que impulsiona a Igreja missionária. O arcebispo também sublinha que a educação é um direito de todos porque ela é espaço de liberdade e humanização. A educação religiosa, por sua vez, também tem seu papel insubstituível. “A experiência religiosa e os valores que esta propõe exercem uma função crítica em relação aos modelos de vida propostos pela cultura e sociedade contemporânea; a mensagem cristã gera um estilo de vida e, consequentemente, um estilo pedagógico próprio que é resumido pelo binômio liberdade e caridade”, destacou.

No que concerne à história da educação católica no estado de Goiás, o arcebispo citou a atuação da Igreja no ensino fundamental. Na catequese, os jesuítas foram pioneiros às margens do Rio Tocantins, por volta de 1625. O estado de Goiás ficou sem sistema de ensino até o século XVIII. Cinco escolas de nível elementar funcionavam no estado, no ano de 1826 e a primeira escola de nível normal confessional só veio existir no estado em 1889, com as Irmãs Dominicanas, vindas da França, que instalaram o Colégio Santana. Ainda na carta, Dom Washington citou Dom Emanuel Gomes de Oliveira, conhecido por “bispo da instrução”, que teve a ideia da criação da Universidade Católica de Goiás, quando a Arquidiocese de Goiânia sediava o 1º Congresso Eucarístico Nacional, em 1948. A referida instituição de ensino superior, de caráter particular, denominada primeiro de Universidade de Goiás, só veio nascer, contudo, em 17 de outubro de 1959, com Dom Fernando Gomes dos Santos, primeiro arcebispo de Goiânia.

Os demais capítulos da Carta Pastoral tratam sobre Educação e Exigências Cristãs; A Igreja e a Educação Popular; A Formação para Ministérios Eclesiais; A Missão Educativa na Atualidade; O Vicariato para a Cultura e Educação; Pistas de Ação Pastoral.

Na conclusão do documento, Dom Washington afirmou qual é a missão das instituições de educação católica. “As Instituições Católicas de Ensino, em todos os níveis, devem continuar num esforço permanente por apresentar a mensagem de Jesus Cristo a toda a comunidade: estudantes, professores e funcionários. As grandes linhas programáticas de sua ação evangelizadora dentro da complexa, difícil e desafiadora realidade estudantil devem conduzir a todos a que ‘reconheçam de coração o Cristo como Senhor, estando sempre prontos a dar a razão de sua esperança a todo aqueles que pedem...”’ (1 Pd 3,15).

Para baixar a  Carta Pastoral Dia do Senhor – Ensinai a todos os povos: a educação católica na Arquidiocese de Goiânia, clique aqui

1ª Matéria da Série Cartas Pastorais do Dom Washington Cruz : A evangelização na Arquidiocese de Goiânia
 

2ª Matéria da Série Cartas Pastorais do Dom Washington Cruz: Igreja – casa e escola de comunhão

3ª Matéria da Série Cartas Pastorais do Dom Washington Cruz: Eucaristia: escola de amor ao próximo

4ª Matéria da Série Cartas Pastorais do Dom Washington Cruz: Igreja em Goiânia

5ª Matéria da Série Cartas Pastorais do Dom Washington Cruz: Dia do Senhor – a festa do Reino

 

Atendimento

(62) 3223-4581 / 3225-0339